Não é lei, mas manter faróis acesos pode evitar tragédias nas rodovias

farol-carro-rodoviaFaróis acesos em plena luz do dia? Tem gente que estranha. “Nunca usei. Acho que é uma coisa sem precisão, até atrapalha aquelas luzes brancas fortes, dos carros pequenos”, comenta Evaldo Sabadine, caminhoneiro, que passava por Campo Grande, vindo de férias de Santa Catarina, em um veículo de passeio.

Mas para alguns motoristas já é hábito, principalmente na hora de pegar a estrada. “Eu costumo usar aceso, segurança pra todos”, comenta Anderson Pavão, comerciante.

“Se eu enxergar um farol de longe , melhor, os carros estão nas pistas para serem vistos, evitar acidentes e até ultrapassagens proibidas”, comentou Anderson Venuzze, comerciante.

E segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), ele está certo. De acordo com o chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização da PRF/MS, Davidson Pereira de Souza, não há obrigatoriedade em usar os faróis acesos na estrada durante o período diurno, mas é uma questão de conscientização. Esse trabalho é realizado pela PRF em parceria com a CCR MS Via em Mato Grosso do Sul.

O policial explica que esse trabalho existe como medida de prevenção e faz um comparativo. “Com o farol aceso você é mais visto. É como se pudéssemos pintar os carros de uma cor que todos vejam, os faróis sinalizam que alguém está vindo. Carros de cor escura são mais difíceis de serem visualizados nas BRs. Quando a luz do dia está acabando, os faróis servem para iluminar a estrada e fazer o motorista “aparecer””, comentou.

Esse item já se tornou de segurança nas rodovias, muitas ultrapassagens podem ser sinalizadas e vistas e evitar colisões laterais e frontais, que são frequentes.

Em Mato Grosso do Sul, CCR vias realiza um trabalho de prevenção através de sinalizações em outdoors espalhados pelas BRs, mas o ideal é que o uso dos faróis acesos, se torne um hábito.

“Entre as mensagens que passamos, sempre com o intuito de dar mais segurança nos trechos que são de responsabilidade da CCR, temos 40 mensagens educativas de segurança, cinco delas são sobre os faróis acesos durante o dia. Farol acesso com chuva, é lei, artigo 40, do Código de Trânsito, mas farol aceso durante o dia sem chuva, tem que ser hábito”, comentou , Keller Rodrigues, gestor de tráfego da CCR MSVia.

De acordo com a CCR,na BR163, existem trechos com pista simples com pontos específico de ultrapassagem, o uso do farol, só contribui para mais segurança aos motoristas que trafegam pela BR.

“Trabalhamos para que os motoristas entendam que essa atitude para surtir efeito deve se tornar um hábito e uma atitude de educação, assim poderemos evitar maiores problemas e acidentes graves nas estradas de MS”, comentou.

Um projeto de lei, já aprovado pelo Senado, determina que os motoristas liguem o farol baixo do carro mesmo sob o sol, sempre que estiverem em rodovias ou túneis. A proposta é tornar obrigatório o que hoje é uma recomendação da Polícia Rodoviária Federal.

Dirigir com os faróis acesos durante o dia aumenta a visibilidade do carro, principalmente para os motoristas que vêm no sentido contrário.

Países que adotaram a regra tiveram redução no número de acidentes, diz o analista de trânsito Luis Miúra. Ele explica o porquê: “Dar mais visibilidade significa prever ou prevenir uma possível colisão, principalmente as colisões frontais”.

Além de acender os faróis, quem vai viajar de carro deve sempre tomar outros cuidados para evitar acidentes: é sempre bom lembrar que é preciso manter uma distância segura do veículo que está à frente, evite ultrapassar em faixa contínua, ponte ou curva; e, se possível, não dirija à noite.

A PRF alerta ainda para que os motoristas evitem dirigir cansados. “À noite, temos um número menor de acidentes, mas o número de mortes é maior, principalmente pelo cansaço e pela pouca visibilidade que se tem”, comenta o inspetor.

Fonte:portal do trânsito 06/02/2015

Posted in Noticias.