Trinca no para-brisa pode causar multa e retenção do veículo

300x225xpara_brisa_trinca_Algumas vezes, pequenas rachaduras nos vidros são imperceptíveis e não incomodam a visão do motorista ou dos demais passageiros. O que não se pode ignorar é que esses pequenos detalhes podem causar problemas num breve futuro. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, trafegar com o vidro trincado pode afetar a segurança dos passageiros, além se ser considerado uma infração grave, que pode acarretar em multa de R$ 127,69, cinco pontos na CNH e retenção do veículo até a que o problema seja resolvido.Ainda segundo resolução 216 do CONTRAN, a área dos limpadores de para-brisa é o local em que não se devem ter trincas, ou rachaduras. Portanto, qualquer espécie de danos no para-brisa sujeita a multa.Segundo José Roberto Paixão, gerente de autopeças de uma concessionária na Baixada Fluminense, o para-brisa trinca, geralmente, por pedras. Ou na estrada, quando ficamos por muito tempo atrás de um caminhão, por exemplo, ou mesmo na cidade.“É preciso ficar atento ao vidro, pois a rachadura pode aparecer num local não muito visível e só se percebe quando está na visão do motorista”, alerta ele.Ainda segundo ele, algumas seguradoras oferecem um serviço de recuperação do vidro:

“A recuperação do vidro é viável até uma certa área, que é equivalente ao tamanho de uma moeda de R$ 1”.

A principal medida que se deve tomar para evitar que o dano se alastre é isolar o local. No mercado, existe um adesivo específico para cuidar desse problema.

“Isolar a área trincada é importante para evitar infiltração e poeira, que são componentes que contribuem para que o problema se alastre e, consequentemente, causar um estresse maior, que é a troca total do vidro do parabrisa”, finaliza o especialista.

Fonte: Extra / Portal do Trânsito

 

Posted in Noticias.